Tempo perdido ou Getúlio e Brizola no CONAR

Se o PDT fosse uma empresa privada, seguramente toda a sua gerência de marketing seria demitida e  sua agência de propaganda dispensada. Tudo isso por causa do seu programa de TV em rede nacional exibido no último dia 9 de abril.

A demissão e troca de agência certamente ocorreria, porque numa grande empresa, desperdiçar os caríssimos e preciosos dez minutos em rede nacional de TV , com um programa  recheado de equívocos publicitários e de clara  propaganda enganosa ,  seria inadmissível para a sua diretoria executiva.

Mas como estamos falando de política, esse tempo precioso e gratuito de TV é muito mal aproveitado pelos partidos, com raras exceções, como PT ou PSDB. A simples aparição do presidente do partido e de suas principais lideranças , são suficientes para deixá-los satisfeitos, esquecendo que esses dez minutos deveriam ser muito bem utilizados para que a grande massa de telespectadores aderisse às teses.

Raríssimas vezes, vemos comercias de produtos ou serviços, com os presidentes ou diretores dessas empresas. Se criam roteiros e se produzem comercias  com uma linguagem moderna  que  atraiam os telespectadores. O  PDT , assim como muitos outros partidos fazem, transformou  lideranças   algumas sem nenhum carisma,como “âncoras” do programa. Ineficiência gigantesca na TV. Serve apenas para alegrar a família, os amigos e converter os já convertidos. Não se ganha assim nem uma nova adesão ou voto!

O programa do PDT, cometeu um outro grande equívoco,  ao tentar ser “moderninho” misturando visualmente a internet , as redes sociais com a TV. São linguagens diferentes!

Cada macaco no seu galho! Que se use bem a TV e também as crescente redes sociais, mas cada uma no seu campo . Não fazer isso, é como jogar futebol na quadra de tênis e jogar tênis na cancha de bocha!

Mas o pecado maior deste último programa nacional do PDT, foi fazer Getúlio Vargas e Leonel Brizola se revirarem em seus respectivos túmulos, ao verem suas imagens serem exibidas, associadas ao partido de hoje que na TV disse ser um grande defensor dos direitos do trabalhadores,justamente ao dia seguinte que os deputados do PDT votaram a favor  do projeto de lei que estendeu à todos, a terceirização total do mercado de trabalho.

Getúlio e Brizola vendo esse programa se pudessem sairiam correndo de seus túmulos , ou para pedir  sua desfiliação partidária ou para ir ao Conar  denunciar o programa como absurda propaganda enganosa.

Será que ainda tem político achando que a população engole qualquer coisa?

Um programa como esse me faz perguntar: “é para isso que nós marqueteiros existimos?”